Notcias

Voltar

RS reduz de 5 a 10 dias o perodo de isolamento social para pacientes com Covid-19

13/01/2022

Duração depende de cada caso apresentado e da situação vacinal da pessoa

O governo do Rio Grande do Sul anunciou, nesta quarta-feira, novas orientações sobre o período de isolamento social para pacientes com Covid-19. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o prazo, que era de dez dias, pode agora ser reduzido para um mínimo de cinco dias, dependendo dos sintomas apresentados e da situação vacinal da pessoa.

Segundo a SES, também houve mudanças quanto às condutas previstas para as demais pessoas que moram com um caso positivo: se estiverem sem nenhum sintoma, não precisam mais permanecer juntas em isolamento.

De acordo com a decisão da pasta, pessoas com o diagnóstico para Covid-19 e que não tenham o esquema vacinal completo, o isolamento domiciliar continua em dez dias, contados a partir do início dos sintomas. Se a pessoa está com a vacinação em dia, o prazo será determinado após avaliação dos sintomas: cinco dias para quem não apresentar febre e sete dias para quem teve febre.

Confira as novas condutas de isolamento social
Pessoa sem esquema vacinal completo

Isolamento domiciliar de dez dias (a contar do início dos sintomas).
Procurar novamente atendimento se houver febre persistente.
Reforçar o uso de máscaras.
Contactantes domiciliares assintomáticos podem manter atividades, desde que reforçados os cuidados de uso de máscara e distanciamento.
Pessoa com esquema vacinal completo e que não apresentou febre (ou assintomática)

Isolamento domiciliar de cinco dias.
Procurar atendimento se apresentar febre no quarto ou quinto dia de isolamento.
Reforçar o uso de máscaras, em especial por dez dias.
Contactantes domiciliares assintomáticos podem manter atividades, desde que reforçados os cuidados de uso de máscara e distanciamento.
Pessoa com esquema vacinal completo que apresentou febre.
Isolamento domiciliar de sete dias (a contar do início dos sintomas).

Procurar atendimento se apresentar febre no sexto ou sétimo dia de isolamento.
Reforçar o uso de máscaras, em especial por dez dias.
Contactantes domiciliares assintomáticos podem manter atividades, desde que reforçados os cuidados de uso de máscara e distanciamento.

Com informações: correiodopovo.com.br

Assistncia

Gostaria de receber mais informaes do nosso portal por e-mail?

Panorama