Notícias

Voltar

Parques nacionais dos Aparados e da Serra Geral serão revitalizados em novo modelo de concessão

13/01/2021

Investimentos ultrapassam os R$ 20 milhões

Os parques nacionais Aparados da Serra e Serra Geral abriram caminho para um novo modelo de concessões proposto pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). Com seis propostas, a concorrência pública ocorreu na última segunda-feira, dia 11. O grupo vencedor foi o Construcap, de São Paulo. O investimento estimado ao longo dos próximos 30 anos é de R$ 260 milhões.

Localizados na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, os parques receberão investimentos iniciais de R$ 20,5 milhões. O lance mínimo da concorrência foi estipulado em R$ 718 mil. O grupo ficará responsável pela revitalização, modernização, operação, manutenção e gestão dos parques e deverá oferecer serviços de apoio aos turistas, incluindo alimentação, estacionamento, segurança e outros. Além dos vencedores paulistas, participaram os grupos Soul Parque, Parque Sul, Agro Latina, Consórcio Aparados da Serra e Parques dos Cânions.

Com envolvimento do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), autarquia vinculada ao MMA, e do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), o edital para a concorrência foi lançado em Cambará do Sul no dia 15 de outubro de 2020. O evento contou com a presença do Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e de outras autoridades e empreendedores turísticos da região.

Conforme o MMA, a concorrência é um dos últimos estágios do processo de concessão, que inclui estudos de viabilidade econômica, análise por órgãos de controle, abertura de consulta pública, realização de audiência pública, road shows e outras ações realizadas para fortalecer a transparência e a participação da sociedade.

Segundo o prefeito de Cambará, Schamberlaen José Silvestre, a concessão é um antigo sonho da comunidade. O prefeito acredita que os investimentos irão fomentar o desenvolvimento regional, além de gerar emprego e renda. “A concessão vai alavancar definitivamente o desenvolvimento do nosso destino turístico. Temos o maior número de cânions da América Latina e os novos empreendimentos irão contribuir para aumentar o fluxo de visitantes”, afirma Schamberlaen

Com informações: correiodopovo.com.br

Panorama

Gostaria de receber mais informações do nosso portal por e-mail?

Assistência