Notcias

Voltar

Inter empata com o Guairea e segue em segundo no grupo E da Sul-Americana

06/05/2022

Colorado saiu atrás em pênalti controverso, garantiu igualdade com Wanderson, mas não conseguiu a virada com um a mais no segundo tempo

Em uma atuação de altos e baixos no Paraguai, o Inter empatou com o Guaireña por 1 a 1 na noite desta quinta-feira, pela Copa Sul-Americana, em Assunção, no estádio Defensores Del Chaco. O resultado mantém os paraguaios na liderança do Grupo E, empatados em pontos com o Colorado, ambos têm 6, mas com vantagem no número de gols marcados.

Ainda que a vitória encaminhasse a classificação, o empate não é um resultado ruim. Nas próximas duas rodadas, a equipe de Mano Menezes tem Independiente Medellín e 9 de Outubro no estádio Beira-Rio para garantir seu avanço para as oitavas de final. O Colorado volta a campo no domingo, às 19h, contra o Juventude, no Alfredo Jaconi, pelo Brasileirão.

Apesar do amplo controle de posse de bola, a equipe de Mano Menezes foi em desvantagem para o intervalo. O atacante Otazú abriu o placar em penalidade controversa assinalada pelo árbitro chileno Cristian Garay aos 32. Na segunda etapa, as trocas do treinador colorado - Dourado e David entraram; Gabriel e Mauricio saíram - melhoraram o time. Logo aos 6, o meia Wanderson, que novamente foi bem, empatou o jogo. Um minuto depois do gol, o zagueiro Jimenez foi expulso por falta em David. Com um a mais por 40 minutos, o Inter pressionou, criou chances, mas pecou nas finalizações e parou no goleiro Escobar.

Desvantagem em pênalti polêmico
O técnico Mano Menezes mandou o Inter com a sua escalação base desde que chegou na casamata colorada para a decisiva partida. Diante de um adversário inexpressivo, a equipe gaúcha encontrou um ambiente nada hostil, apesar do tradicional estádio Defensores Del Chaco, poucos paraguaios foram às arquibancadas apoiar o jovem clube nascido em 2016. Dono das ações, o Colorado teve a posse, mas viveu poucos momentos de criatividade nos primeiros 45 minutos.

Aos 2 minutos, o meia Edenilson bateu falta de área perigosa que o goleiro Escobar segurou sem problemas. O "Uh" dos colorados presentes no estádio veio em finalização do meia Carlos De Pena. De longe, ele soltou uma bomba que foi nas redes pelo lado de fora. A arbitragem, que acabou sendo protagonista na etapa inicial, começou a aparecer antes dos dez minutos. O meia Aguillar finaliza e a bola bate na defesa. O Guaireña pediu penalidade com veemência, mas o árbitro nada marcou.

No lance mais "lúcido" de troca de passes ofensivos do Inter, o ponta Wanderson descolou bom passe para o centroavante Alemão, que soltou a bomba em cima da defesa. A estratégia paraguaia era dar a bola ao Inter e esperar por oportunidades para contra-atacar. Os comandados de Mano tiveram mais de 70% do controle. Em suas raras estocadas, os donos da casa levaram perigo. Aos 23, o centroavante Otazú cobrou escanteio na medida e o meia Sallinas desviou de cabeça rente ao poste, assustando o arqueiro Daniel.

O placar saiu do 0 a 0 aos 32 minutos. Em erro de Edenilson no meio, o Guaireña assumiu a posse e disparou para o ataque. Sallinas lançou o centroavante Villalba que entrou na área dividindo no corpo a corpo com o zagueiro Bruno Méndez. O árbitro assinalou a penalidade para protestos colorados. O lance é bastante discutível. Nas imagens divulgadas pela Conmebol, o atacante é quem parece derrubar o defensor vermelho. Na cobrança, Otazú bateu com categoria e deslocou sem problemas Daniel para inaugurar o score. Atrás no placar, o Inter não conseguiu reagir rapidamente e levou a desvantagem para o vestiário.

Melhora insuficiente para virar
Mano Menezes promoveu as entradas do atacante David e do volante Rodrigo Dourado nas vagas de Mauricio e Gabriel. A mudança de ataque já mostrou efeito logo aos dois minutos. David recebeu de Edenilson pelo meio, girou bem e finalizou rasteiro da entrada da área. O goleiro Escobar segurou.

As alterações de peças e de postura fizeram o jogo rapidamente sorrir ao Inter. Se aproveitando de saída errada, Dourado recuperou a bola e encontrou De Pena. O meia acionou o lateral Renê, que cruzou rasteiro e Wanderson bateu de chapa sem chances para o goleiro Escobar aos 6 minutos. O lance seguinte também foi positivo. Em nova falha dos paraguaios, a bola chegou para David em velocidade. Jimenez derrubou o atacante e foi expulso.

O Inter, que já controlava a partida no 11 contra 11, passou a ter um domínio ainda maior com um homem a mais. As tentativas se concentravam nos levantamentos. Aos 18, De Pena caprichou na medida e Alemão desviou sem marcação para a linha de fundo. Por alguns momentos, a desatenção imperava na defesa colorada, que dava espaços para os contra-ataques. Aos 20 minutos, o meia Sallinas driblou bem Renê e já dentro da área bateu para bela defesa de Daniel. A resposta chegou aos 24 minutos. Com liberdade, Edenilson achou lindo passe para David, que livre na área e finalizou em cima de Escobar.

Aos 30 minutos, Caio Vidal entrou no lugar de um cansado Wanderson, que teve mais uma boa apresentação desde sua chegada. O cansaço de ter um homem a menos fez o Guaireña abdicar do ataque e a pressão do Inter crescer ainda mais. Aos 35, quase que Dourado anotou. A bola sobrou para o volante dentro da área, que driblou o zagueiro adversário e finalizou de lado de pé para bela defesa de Escobar. O goleiro, especialmente nos levantamentos, passou a ser o destaque pela segurança aérea. Aos 40 minutos, Mano Menezes colocou o jovem Estevão no lugar do De Pena para aumentar o fôlego do time para a pressão final. Apesar disso, o Colorado não conseguiu assustar efetivamente e voltou com um ponto para Porto Alegre.

Copa Sul-Americana - 4ª rodada
Guaireña 1

Escobar; Giménez, Paniagua, Nelson Ruíz (Barrios) e Jiménez; Santacruz (Toledo), Aguillar, Salinas, Ayala (Alex Cáceres) e Otazú; Villagra (Carlos Duarte). Técnico: Troadio Duarte.

Inter 1

Daniel; Bustos, Mercado, Bruno Méndez e Renê; Gabriel (Dourado), Edenilson, Wanderson (Caio Vidal), Mauricio (David) e De Pena (Estevão); Alemão (Wesley Moraes). Técnico: Mano Menezes

Gols: Otazú (P) (32min/1°T) Wanderson (06min/2T°)
Cartões amarelos: Bruno Méndez (Inter) e Carlos Duarte (Guaireña)
Cartão vermelho: Jimenez (Guaireña)
Arbitragem: Cristian Garay (CHI)
Local: Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção (PAR)
Data e hora: 05/05, às 19h15min

Com informações: correiodopovo.com.br

Panorama

Gostaria de receber mais informaes do nosso portal por e-mail?

Assistncia