Notcias

Voltar

Grmio aposta em elenco competitivo, mas enxuto, mesmo com a Covid-19

14/01/2022

Na avaliação do executivo de futebol do clube, Diego Cerri o foco não deve ser em suprir ausências, apesar do coronavírus

Competitivo ou não, o Grêmio tem o elenco formado para a disputa da temporada 2022. Ao todo, 22 jogadores se reapresentaram oficialmente no plantel principal – o camisa 10, Douglas Costa, e o zagueiro Rodrigues seguem afastados devido à Covid-19. Nas projeções do clube, a queda de receita provocada pelo rebaixamento mudou as estratégias de montagem do grupo, transformando a realidade do clube. “Junto com a diretoria, estamos tentando reduzir os custos, mas com um compromisso muito grande de montar uma equipe competitiva”, garantiu o executivo de futebol do clube, Diego Cerri.

No mercado, o Tricolor não buscou a compra de atletas, mas sim, empréstimos. Até o momento, todos os reforços anunciados pelo clube vieram desta forma – com exceção do centroavante Diego Souza, que teve seu contrato renovado. O centroavante se junta a Martín Benítez, Janderson, Orejuela, Bruno Alves e Nicolas.

Dentro da Arena, a montagem do elenco é a pauta principal conduzida por Cerri. Como era esperado, o grupo apresentou jogadores infectados pelo coronavírus, situação que deve se repetir ao longo do ano. Para o executivo, o foco não deve ser em suprir ausências, mas sim na montegem de um elenco enxuto e competitivo.

“Discutimos isso com o (Vagner) Mancini. Não tem sentido você ter um elenco de 35 jogadores para se prevenir contra o vírus, ainda mais quando você não tem um suporte financeiro. É preferível um elenco mais enxuto, mas que você possa olhar para cada jogador e ver que a disputa entre eles será muito grande”, ressaltou Cerri, que não descartou a utilização do grupo de transição e da base.

Novo ciclo para o Tricolor
O nome de Diego Cerri ganhou força ainda no começo do ano. Foi dele a primeira coletiva realizada pelo clube em 2022. No ano do rebaixamento, o executivo pouco apareceu – na Arena, iniciou o trabalho em junho, após passagem pelo Bahia.  O representante do Grêmio era, em sua grande maioria, o vice de Futebol, Dênis Abrahão. Questionado sobre o fato, Cerri explicou tratar-se de um “novo ciclo”.

“Nessa nova etapa, realmente tenho me comunicado um pouco mais e mostrado o trabalho que temos feito junto com a diretoria, principalmente com o presidente Romildo, o Dênis Abrahão e o CEO Carlos Amodeu. Ninguém faz nada sozinho. Aqui não existe vaidade”, afirmou.

No primeiro compromisso do ano, o Gauchão, o Grêmio entra como um time de série B frente aos outros representantes do Estado na série A, Inter e Juventude. Ainda assim, o foco é levantar a taça. “Ano passado, tivemos um acidente de percurso. Não importa se estamos na série B. O Grêmio entra para disputar o título”.

Com informações: correiodopovo.com.br

Assistncia

Gostaria de receber mais informaes do nosso portal por e-mail?

Panorama