Notícias

Voltar

Caminhada das Vitoriosas reúne milhares de pessoas pelo combate ao câncer de mama em Porto Alegre

22/10/2018

Vestindo camisetas e carregando balões na cor rosa, cerca de 11 mil pessoas participaram na manhã deste domingo (21) da Caminhada das Vitoriosas, em Porto Alegre. O evento é realizado dentro da programação do Outubro Rosa e busca alertar, orientar e informar a população sobre o combate ao câncer de mama.

A caminhada saiu do Parque Moinhos de Vento, no bairro Moinhos de Vento, por volta das 10h30, e passou pela Avenida Goethe, pelas Ruas Vasco da Gama e Fernandes Vieira e pela Avenida Osvaldo Aranha até chegar ao Parque Farroupilha, no bairro Bom Fim.

A aposentada Rosane Bottona foi uma das participantes. Ela relembra do dia em que recebeu o diagnóstico, e das dificuldades de lidar com a situação. "Era véspera de Natal. Véspera de eu me mudar. Nós tínhamos comprado um apartamento. Por duas semanas, eu fiquei transtornada, mas não tem jeito. Vamos em frente. Aí em fevereiro eu fiz a cirurgia e tirei parte da mama, foi um período difícil. Período da rádio foi muito difícil", conta Rosane.

Para eternizar os momentos de aprendizagem, apesar das dificuldades, Rosane tatuou a frase "tudo passa". E para quem passa pelo mesmo, ela diz que não se pode desistir. "Dá certo. A gente consegue. Eu tô aqui, graças a Deus. Eu agradeço a Deus o diagnóstico precoce que me deu a chance de estar aqui, vitoriosa, linda e loira", diz, bem-humorada.

A importância do auto-exame

A artesã Ana Maria de Oliveira Santos é um exemplo do que o auto-exame pode fazer toda a diferença. "Eu acho que tive muita sorte, de fazer o exame e já diagnosticar. Tem gente que fala 'eu não quer fazer exame, não quero nem saber'. Mas tem que fazer, tem que saber. Se você descobrir no começo, você está tranquila", relata Ana.

Desde o tratamento, a cirurgia de remoção das mamas e depois, de reconstrução, já se passaram cinco anos. Hoje, ela é só sorrisos. "Tô livre, curada e bem feliz. Totalmente vitoriosa. Eu não posso reclamar de ter tido câncer. Eu peguei ele na hora que ele tinha que sair da minha vida. E saiu. E eu estou aqui, poderosa", conta.


Já Mirian Cristina Rosa, dona de casa, comemora há pouco tempo sua vitória contra o câncer: há uma semana sua cura foi diagnosticada. "Uma semana de cura e de vida. Muito feliz, muito mesmo. Extravasar tudo e agradecer pela vida hoje", exclamou ela, durante a caminhada.

Importância da prevenção

Além de unir as sobreviventes do câncer de mama, a Caminhada também existe para conscientizar todas as mulheres sobre a importância dos cuidados com a saúde. É o que detalha Maira Caleffi, médica e presidente voluntária do Imama.

"No câncer de mama prevenir a doença nao existe. Mas dá pra prevenir tanta coisa. Dá pra prevenir de tirar a mama, dá pra prevenir de ter tratamentos agressivos. Dá pra prevenir morrer. É para isso que essa caminhada existe. Estamos fazendo um levante hoje, para mobilizar. E para que as mulheres que se sentem muito sós, campartilhem a sua luta", comenta.

 

Com informações: g1.globo.com

Internet

Gostaria de receber mais informações do nosso portal por e-mail?

Assistência