Notícias

Voltar

Renato Portaluppi permanece no Grêmio em 2019

30/11/2018

O técnico Renato Portaluppi segue no comando do time do Grêmio em 2019. O comunicado foi feito na tarde desta quinta-feira pelo presidente Romildo Bolzan Júnior em entrevista coletiva no CT Luiz Carvalho. O contrato será até o final de 2019.  A data do anúncio não poderia ser mais emblemática: 29 de novembro. Há um ano o Tricolor chegava ao tão sonhado tricampeonato da América ao derrotar, na Argentina, o Lanús por 2 a 1.

Bolzan chegou para a coletiva bem-humorado, sorridente. Estava acompanhado do vice-presidente de futebol Duda Kroeff e fez o anúncio da renovação do técnico por mais uma temporada. "Era um desejo recíproco, uma aspiração nossa, da torcida em dar continuidade a este projeto vencedor. Assim, vamos terminar o mandato no final do ano que vem com a mesma comissão técnica".

Topo do futebol

O presidente gremista não quis dizer se o salário chega na casa do milhão, mas deixou bem claro que é uma remuneração que pode estar no topo do futebol brasileiro. "É um valor significativo. Tudo isso porque o Renato, hoje, está no topo do futebol brasileiro." Segundo ele, o salário é uma soma de fatores: ambiente, continuidade de trabalho, convivência, valorização e reconhecimento recíproco". Segundo informações do colunista do Correio do Povo, Hiltor Mombach, o salário passará para cerca de R$ 600 mil.

Bolzan destacou que a direção e a comissão terão uma reunião nesta sexta para planejar a próxima temporada. "Vamos consolidar o plantel, fazer uma perspectiva de aquisições para ter em 2019 uma equipe mais forte".

A negociação

Segundo o presidente gremista, o processo de negociação foi tranquilo. "Foi tudo muito tranquilo, fizemos uma proposta significativa e depois um pequeno ajuste."O Renato nunca nos escondeu de que tinha uma proposta do Flamengo, ao menos de uma das chapas. Ele é muito sincero. Mas, ao mesmo tempo, sempre deixou claro que sua preferência era o Grêmio. Por tudo isso nós tínhamos a convicção de que ele ficaria." Para o comandante do clube gremista, não é só o salário que pesa num negócio destes. "Foram muitos outros fatores, como a comissão técnica.

O mandatário esteve reunido com Renato ao longo desta quinta. Ao final do encontro que definiu o acerto, Bolzan disse que os dois se abraçaram e trocaram afagos. "Ele beijou a minha mão e eu a dele e estamos aí juntos para buscar mais campeonatos." Ele fez questão de frisar que o noticíario vindo do Rio a respeito de um possível acerto de Renato com o Flamengo foi superestimado. "Olha, mas muito superestimado."

Reunião

Bolzan lembrou que há duas semanas houve uma reunião de avaliação em que perguntou para Deco Nascimento (CEO), Duda Kroeff (vice de futebol) e Alberto Guerra (diretor de futebol) se todos aceitariam permanecer. "E o que ouvi foi um sim categórico e isto tem reflexo nesta permanência do Renato."

A meta imediata do Grêmio agora é vencer o Corinthians, domingo, às 17h, na Arena, e carimbar a vaga na fase da grupos da Libertadores.

 

Com informações: correiodopovo.com.br

Internet

Gostaria de receber mais informações do nosso portal por e-mail?

Assistência