Notícias

Voltar

Messi cita Brasil como favorito para a Copa, mas ressalta: "Queremos superar a barreira da final"

16/05/2018

Em longa entrevista ao canal argentino TyC Sports, o craque do Barcelona e da seleção argentina, Lionel Messi, falou nesta terça-feira sobre Copa do Mundo, ser o melhor do mundo, CR7 e acerca de uma possível transferência de Neymar para o Real Madrid.

Ainda em busca do seu primeiro título com a camisa da seleção principal da Argentina, Messi também projetou o Mundial da Rússia. E avisou que a seleção não tem obrigação de ser campeã. Na sua avaliação, uma boa Copa seria terminar o torneio entre os quatro melhores, em julho. "Não temos nenhuma obrigação com ninguém. Somos os primeiros a querer ser campeões, queremos ganhar. O fato de termos disputado três finais, sem sucesso, é um peso que carregamos conosco. Queremos superar esta barreira (da final)", reconheceu.

Na avaliação do argentino, o principal favorito ao título na Rússia é o Brasil. "Porque eles têm jogadores fortes, sabem muito bem o que fazem, tem automatizado todos os movimentos em nível coletivo", disse, sem deixar de apontar a Espanha como outra candidata ao troféu "pela maneira de jogar". Ele citou ainda Alemanha e França como favoritos também.


Neymar no Real Madrid

Uma eventual ida de Neymar para o Real Madrid seria um "golpe duro" para o Barcelona, afirmou Lionel Messi. Para o astro argentino, um dos símbolos do clube catalão, a possível transferência do brasileiro do Paris Saint-Sermain para o arquirrival "seria terrível". "Seria terrível pelo que significa o Ney para o Barcelona. Apesar da maneira como ele saiu, conquistou títulos importantes aqui. Seria um golpe duro para todos, com certeza seria um grande golpe para todo o barcelonismo. Em nível futebolístico, deixaria o Real ainda mais forte do que já é", declarou Messi.

Segundo Messi, sua opinião sobre a eventual transferência do brasileiro já é de conhecimento do próprio ex-companheiro de time. "Ele já sabe o que eu penso sobre isso, eu mesmo disse a ele. Nós continuamos conversando", afirmou.

Neymar deixou o clube catalão em agosto do ano passado, quando o Paris Saint- ermain pagou a multa estipulada pelo Barcelona, que não queria a saída do brasileiro. Na mesma entrevista, Messi falou sobre a rivalidade com Cristiano Ronaldo, seus feitos históricos no Barcelona e também sobre a seleção argentina às vésperas da Copa do Mundo da Rússia.

Messi x CR7

"Eu não estou competindo com ele (Cristiano Ronaldo). Eu quero apenas me superar, não compito com ninguém porque não estou na briga para ser o melhor da história, mas, sim, para me superar ano após ano, para melhorar a mim mesmo e continuar ganhando", afirmou o argentino. Quanto ao Real Madrid, Messi admitiu que o rival é uma fonte de inspiração. "Me estimula ver o Real outra vez na final da Liga dos Campeões, vê-los ganhando títulos. Eu quero ser campeão todos os anos, quero ganhar coisas coletivas todos os anos", declarou.

 

Com informações: correiodopovo.com.br

Internet

Gostaria de receber mais informações do nosso portal por e-mail?

Assistência