Notícias

Voltar

Grêmio para no bloqueio defensivo do Juventude e avança com empate

29/03/2019

O Grêmio tentou atacar, mas sem tanto ímpeto, o Juventude defendeu muito e o empate acabou sendo o único resultado possível, nesta quinta-feira, na Arena. O resultado de 0 a 0 confirmou o Tricolor na semifinal, para enfrentar o São Luiz de Ijuí, no domingo, às 19h. A equipe de Caxias, por sua vez, ao menos evitou nova goleada como a partida de ida, que encerrou em 6 a 0.

O primeiro tempo teve poucos lances de perigo e o momento mais marcante acabou sendo a lesão do zagueiro Marcelo Oliveira. O defensor prendeu o pé no gramado e torceu o joelho, aparentemente com gravidade. Ele passará por um exame de imagem.

A preocupação maior do Juventude, desde o começo, foi de manter uma marcação consistente e evitar nova goleada gremista. Ainda assim, num contragolpe foi o Verdão da Serra que assustou primeiro. Aos três minutos, Caprini lançou Braian Rodriguez nas costas da zaga. Livre, o centroavante tentou o chute no canto direito, mandou para fora.

Somente aos 12 minutos é que o Grêmio testou o goleiro Marcelo, que fez bela defesa. Sem espaço para penetrar, Maicon tentou o chute de primeira, em passe de Leo Moura, mas o goleirão foi buscar no canto direito. Pouco depois, Montoya também obrigou Marcelo a se desdobrar. O atacante cobrou falta de muito longe, cheia de veneno. A bola fez uma longa curva e quase entrou no ângulo. O goleirão se esticou para espalmar.

O Grêmio quase voltou a marcar, novamente, aos 35 minutos. André fez grande jogada, driblou dois e olhou para a área. Tardelli estava marcado e ele passou mais atrás para Luan. O meia-atacante encheu o pé, a bola explodiu em cima do zagueiro.

Lesão grave

Antes do intervalo, uma cena assustadora. Marcelo Oliveira tentou antecipar um atacante e prendeu o pé no chão. O joelho direito do atleta claramente sofreu uma torção e o zagueiro já caiu sentindo muitas dores. Juninho Capixaba entrou no seu lugar, mas foi Cortez o escolhido para improvisar na zaga.

O segundo tempo foi ainda mais escasso em chances de gol do que o primeiro. O Juventude conseguiu se fechar ainda mais, especulando apenas em bolas longas. O Tricolor, tocou a bola com paciência e só chegou com verdadeiro perigo uma vez. Na base da loteria, entretanto, o Juventude quase marcou aos oito minutos. Caprini ganhou na corrida de Cortez e Rômulo, num verdadeiro balão da defesa. Chegaria livre para o gol, mas Julio Cesar saiu na risca da área para antecipar e salvar.

Golaço, mas não valeu

O Grêmio cresceu na metade da etapa e Montoya testou a mira de novo no chute de longe. André fez a parede e ajeitou, o argentino chegou de pé cheio e bateu seco. Passou tirando tinta do travessão. Aos 16, o Tricolor teria aberto o placar, com um golaço de Tardelli. Luan tocou de cavadinha, Tardelli driblou o goleiro ao dominar a bola e fulminou as redes. Só que a auxiliar de arbitragem apontou impedimento, de forma equivocada, anulando o 1 a 0.

Daí para a frente, a partida seguiu em banho maria até os minutos finais. O Tricolor ainda trocou Léo Moura por Marinho e Darlan por Alisson, mas pouco ameaçou. A última estocada foi do Juventude. Dalberto disparou na esquerda e passou de viagem por Maicon. Invadiu a área, mas demorou para chutar e foi prensado pelo goleiro Julio Cesar. Não era noite de gols na Arena.

Gauchão 2019 - Quartas de final

Grêmio 0

Júlio César; Leo Moura (Marinho), Rômulo, M. Oliveira (J. Capixaba) e Bruno Cortez; Darlan (Alisson), Maicon, Luan e Montoya; Diego Tardelli e André. Técnico: R. Portaluppi.

Juventude 0

Marcelo Carné; Vidal, Sidimar, Victor Salinas e Eltinho; Moisés, Rafael Jataí, Bruno, Camilo (Gustavo Aprile), Dalberto e Caprini (Breno); B. Rodriguez (Paulo Sérgio). Técnico: M. Santos.

Árbitro: Douglas Silva
Local: Arena Porto-Alegrense
Público: 9.211 (total) 7.530 (pagantes)
Renda: R$ 314.820,00

 

Com informações: correiodopovo.com.br

Internet

Gostaria de receber mais informações do nosso portal por e-mail?

Assistência